Como importar da China produtos de decoração para casa

O ano de 2020 foi um período atípico para o mundo inteiro. A pandemia do novo coronavírus fez com que as pessoas repensassem seu jeito de consumir e se relacionar com o espaço em que estão inseridas. E, quando falamos em espaço, é literalmente o lugar em que elas estão e passam grande parte do tempo cumprindo o isolamento social. Suas casas viraram seus escritórios, e agora cumprem o papel de local de descanso e trabalho.

Pensando nisso, se você é empreendedor, ou faz parte do time de compras, importação e exportação de uma empresa, deve ter enxergado neste momento uma oportunidade: o mercado de objetos de decoração importados da China. Isso porque o mercado de decoração no Brasil é um dos setores que mais cresce ano a ano, somando mais de 200 mil empresas que atuam nesta área.

Houve um crescimento tanto no setor da construção civil, com a ascensão de várias classes sociais e, consequentemente, o mercado de casa e decoração também se tornou o foco de um público que antes não tinha tanto interesse assim na área.

Então, confira abaixo como importar, em quais cidades comprar esses produtos, quais são as vantagens de importar da China e quais são os benefícios de importar produtos de decoração para vender no varejo.

Aqui você verá:

1. Por que importar produtos de decoração da China

Os objetos de decoração importados ganharam os holofotes no último ano, justamente porque muitas pessoas deram de cara com uma chance que nunca tiveram antes, fosse por falta de tempo ou recursos: as reformas em casa e a transformação de ambientes agora eram possibilidades que couberam no bolso dos brasileiros.

Se você pretende importar da China artigos de decoração, com certeza tomou uma boa decisão. O país possui um forte comércio no setor e oferece uma gama de produtos diferentes, para todos os públicos e gostos.

A qualidade elevada dos produtos faz com que o país seja um destaque nesse nicho. Você pode encontrar produtos para casa e decoração e uma grande variedade de fornecedores, então terá muitas opções de valor mais em conta.

Quando o assunto é importação de produtos da China, o ideal é encontrar empresas chinesas que possam cumprir com todos esses requisitos a curto, médio e longo prazo. Dessa maneira, é possível fortalecer os laços comerciais e estender os benefícios das negociações.

Importar artigos de decoração da China pode ser uma boa opção pela variedade de produtos disponíveis, além de fatores como preços acessíveis e qualidade. 

Então, se a comercialização de objetos de decoração já possui um valor competitivo, para os executivos e empresários de redes varejistas e de indústrias de bens de consumo a situação ficará ainda mais interessante e lucrativa.

Além disso, a produção em massa no país faz com que o valor também seja reduzido, e, o mais importante, atende a demanda de compradores sem impasses. Vale lembrar também que a China possui uma estrutura incrível para os fabricantes. 

Com isso, o mercado disponibiliza produtos de alta qualidade, satisfazendo os clientes do mundo inteiro com o custo de transportes da cadeia logística não interferindo tanto no custo de produção.

2. Como importar produtos de decoração com segurança

À primeira vista, importar produtos de outro país pode parecer um processo complicado, longo e burocrático.

Entretanto, o empreendedor deve ter em mente que algumas medidas devem ser seguidas corretamente para evitar o desgaste futuramente e garantir a conformidade do processo.

Confira abaixo as quatro principais dicas para adquirir produtos de decoração importados da China.

Planeje a logística

Ao planejar a quantidade de artigos que pretende importar, pense de maneira que seja evitado o acúmulo de artigos que podem ficar parados no estoque da sua empresa. Você pode sair no prejuízo ao adquirir mais produtos que não vendem tão bem em grande quantidade.

Busque fornecedores confiáveis

Por ser um mercado vasto em produtos e vendedores, é importante realizar uma pesquisa por fornecedores de boa reputação e credibilidade. Busque referências e comentários de outros clientes sobre a experiência de compra. Assim que escolher os fornecedores dos seus produtos da China, peça uma cotação do produto e informações sobre pedido mínimo.

Não se esqueça: trabalhe sempre com fornecedores com boa idoneidade!

Regularize a situação da sua empresa

Sua empresa está constituída e legalizada, podendo operar normalmente. Se seu CNPJ estiver regular, é importante que você observe se seu objeto social inclui a atividade de importação e exportação.

Após fazer a verificação, o próximo passo é fazer a habilitação no RADAR SISCOMEX (Sistema Integrado de Comércio Exterior). 

Esse sistema informatizado é o meio pelo qual o governo brasileiro controla o comércio exterior ao facilitar o fluxo de informações, otimizar os controles e diminuir o volume de documentos das operações.

Ou seja, fazendo a integração de todos os órgãos relativos ao comércio exterior.

Importante: caso sua empresa ainda não esteja habilitada procure uma unidade da Receita Federal para realizar a habilitação antes de importar produtos da China.

Conte com uma consultoria para importar da China

Essa dica não vale somente para quem vai começar a importar, mas também para quem já faz isso. A consultoria serve para apontar as melhores soluções para realizar a transação, contribuindo para que a empresa tenha melhores resultados na importação. Isso significa, inclusive, apontar questionamentos a partir de uma análise crítica, pois não há qualquer vínculo emocional com o negócio.

Ao seguir essas dicas você poderá começar a importar produtos de decoração com muito mais segurança e assertividade. Lembrando que existem algumas regiões especializadas na venda de artigos de decoração na China. Confira quais são!

3. Principais regiões para importar produtos de decoração da China

A China tem se destacado na produção dos mais variados bens de consumo, além de ser a segunda maior economia do planeta. Com isso, os produtos chineses passaram a ser mais valorizados pelos consumidores ao redor do mundo.

Para quem tem o objetivo de começar a empreender importando itens de decoração para revender por aqui, deve ficar atento às principais regiões do país em que o comércio é forte e oferece uma vasta opção de produtos.

Yiwu

Famosa por sua beleza cosmopolita, a cidade de Yiwu é um dos principais destinos comerciais da China. A cidade é repleta de artigos de decoração, com uma grande variedade de produtos, preços e vendedores. Lá é possível encontrar roupas, material escolar, sapatos, maquiagens, brinquedos, jóias e muito mais.

Xangai

Considerada uma das principais cidades de uma das maiores potências do mundo, Xangai é o maior centro comercial do país, repleto de lojas de departamento, marcas famosas e muitas lojas especializadas. Na cidade, vale a pena conhecer as lojas que atuam no Reino da Arte e do Artesanato de Xangai, em Yuyuan, e conferir as opções de peças de artesanato, decoração e antiguidades.

Ningbo

A cidade de Ningbo é repleta de templos e resorts, com uma cultura surpreendente. E foi essa cultura que orientou seus cidadãos para uma economia que transcende a agricultura e atinge o comércio. Atualmente, é uma potência econômica devido à sua forte presença no comércio internacional.

Mas, agora que você sabe como importar da China, já pensou em importar produtos com a sua marca? Encontrar fornecedores de artigos de decoração é um passo essencial e com ele é possível aumentar a presença da sua empresa e ter o diferencial que o mercado busca em um negócio.

4. Motivos para importar produtos de decoração com a sua marca

Você conheceu alguma empresa que patenteou um produto e o lançou, mas ao verificar suas especificações, notou que o fornecedor era de outro país? O “Made in China” é muito mais comum do que você imagina!

Ter a sua marca própria na comercialização de produtos pode ser a solução que você busca para seu negócio. A dificuldade que o comércio mundial impõe é grande, já que a concorrência é muito ativa. Então, a importação da China de produtos ajuda a reduzir custos, mas não é suficiente, porque muitos também buscam essa solução.

OEM é a sigla para Original Equipment Manufacturer, que significa “Fabricante Original do Equipamento”, ou, nesse caso, produto. Basicamente, esses artigos são fabricados com foco em empresas e indústrias, não sendo destinados para o consumidor final, e sim para uma empresa. Então a organização compra o produto, agrega sua marca a ele e vende como se fosse a fabricante.

Uma marca própria de produtos é um grande diferencial no mercado, pois pode garantir uma forte presença comercial, credibilidade e o aumento nas margens de lucro da sua empresa.

Adotar a estratégia OEM para posicionar as marcas próprias é algo que tem ganhado cada vez mais a atenção de varejistas e fornecedores. Os benefícios são interessantes, principal motivo pelo qual muitas empresas estão atuando com marca própria e artigos de decoração personalizados diretos da China.

Sobre a importação de produtos da China, à primeira vista, a principal vantagem encontrada é o preço mais acessível. Os valores praticados por fornecedores chineses são muito competitivos se comparados ao mercado brasileiro. Então, o gestor já está economizando. Além disso, boa parte do processo produtivo deixa de ser sua responsabilidade, representando menos gastos com a produção.

Outro benefício relevante é o potencial de customização. É possível ter marcas próprias que atraiam o consumidor e que tenham o seu estilo. Portanto, escolha bem o fornecedor para e preze pela qualidade do produto. Afinal de contas, só se destaca no mercado quem possui alto padrão de qualidade, então esse é um fator ao qual é preciso estar atento.

Com todos esses benefícios, seus produtos serão diferenciados no mercado, e sua marca começará a atingir um melhor posicionamento.

E, como consequência disso, a principal vantagem de ter produtos de decoração com a sua marca fará cada vez mais parte do seu dia a dia: o lucro e o crescimento da sua empresa.

5. Custo de importação de produtos de decoração da China

Superando muitos outros pólos comerciais, a China é o mercado de crescimento mais rápido do mundo para o consumo de bens e serviços, portanto, a produção de decoração para casa na China é uma parte significativa desse aumento exponencial econômico.

Porém, como em qualquer outra operação de importação, existem custos que devem ser levados em consideração na hora de importar produtos da China, confira abaixo quais são e evite gastos não planejados no futuro:

Os principais custos para
importar produtos da China

Frete internacional: avaliar o tipo de frete a ser contratado para o transporte da mercadoria deve ser uma das prioridades do importador, levando em consideração o preço e o tempo de entrega.
Despachante aduaneiro: o trabalho deste profissional pode ser decisivo para o sucesso de qualquer negócio, pois ele faz a mediação entre o receptor e o destino final da mercadoria, assegurando que os produtos sejam liberados.
Impostos de importação: regra válida para qualquer tipo de negócio na área, quem importa o produto deve pagar as taxas envolvidas na transação.

6. Benefícios de importar produtos de decoração para vender no varejo

Em 2019, as vendas no varejo dos negócios de e-commerce na China atingiram US $26,25 bilhões. Elas são a alavancagem do comércio exterior do país e, no momento de pandemia, ainda são vistas como uma boa saída para novas formas de negócios.

É importante saber que os principais artigos de decoração para ficar de olho e importar da China são: flores artificiais, relógios de parede, ampulhetas, suportes para livros, papéis de parede em 3D, capachos, molduras, decalques de parede, pufes e pinturas a óleo. 

Portanto, se você planeja comprar itens de decoração para casa no atacado, não precisa ir muito além do mercado chinês, pois as maiores vantagens neste tipo de negócio são a qualidade absoluta e preço acessível.

Então, se você precisa de uma ajuda para fazer bons negócios importando da China, contar com a expertise da consultoria em comércio exterior da Guelcos é a melhor decisão. 

Fazendo isso, você não precisará se preocupar com a busca e seleção de fornecedores, nem com o cumprimento de requisitos fiscais e outros detalhes relacionados à importação. 

Lembre-se de assinar nossa Newsletter para ficar por dentro dos índices de fretes da China semanalmente, sempre às segundas-feiras.

vinicius alves marques guelcos international CIO

Vinícius Alves MARQUES

ESPECIALISTA EM IMPORTAÇÃO DA CHINA E CIO NA GUELCOS

Siga a Guelcos International nas redes sociais e fique sabendo mais sobre importações empresariais e missões para a Ásia!

Show Buttons
Hide Buttons