Dropshipping: o que é e como funciona?

Se você já importa ou pensa em começar a importar produtos e comercializá-los na sua empresa, que integra o grande círculo de varejo on-line, é preciso conhecer estratégias que ajudem e otimizem seu dia a dia.

Por isso, ficar atualizado sobre o que está acontecendo e quais são os novos métodos de comercialização no varejo é um bom jeito de se organizar e implementar estratégias positivas na sua empresa.

Quer saber como o dropshipping pode ajudar a economia na sua empresa? Para entender melhor tudo sobre prós e contras dessa estratégia e como ela pode ajudar nos lucros para a sua empresa, confira abaixo.

Neste artigo você verá:

1. O que é dropshipping?

O dropshipping é um método para atendimento de pedidos que não exige que uma empresa mantenha os produtos em estoque. Em vez disso, a loja vende o produto e repassa o pedido de vendas a um fornecedor terceirizado, que então envia o pedido ao cliente.

Ao utilizar o dropshipping, a empresa realiza a venda do produto e envia a ordem dessa transação para o fornecedor parceiro. 

Ou seja, o fornecedor vai enviar o produto para o cliente utilizando o nome do comércio. Este que por sua vez lucra com a diferença entre o valor cobrado para o usuário e o preço cobrado pelo parceiro.

Acontece que a estratégia de dropshipping é muito utilizada por vendedores chineses, que normalmente utilizam sites de compra de terceiros para realizar a venda dos seus itens.

Vale ressaltar que essa estratégia de venda pode ser utilizada em qualquer negócio ou formato de loja, desde que ela faça as entregas ao seu cliente.

1.1 Vale a pena fazer dropshipping em 2021?

Começar a fazer dropshipping em varejo on-line pode ser mais fácil, barato e mais lucrativo do que os modelos tradicionais de varejo. 

Visto desta maneira, o modelo de negócios também apresenta vantagens e desvantagens e, como qualquer outra estratégia, será necessário muito trabalho e uma boa estrutura para construir um negócio de sucesso.

E, além disso, por ser um modelo de negócios legal, você pode iniciar um negócio de importação dropshipping muito rapidamente. Então, esta é uma boa estratégia para quem não possui a estrutura necessária para realizar a importação empresarial, nos moldes tradicionais.

Vale lembrar que nos últimos meses, por conta da pandemia pelo novo coronavírus, os hábitos de consumo ao redor do mundo mudaram, e as novas tendências de varejo voltaram-se para o Oriente.

Passando por tecnologias inovadoras aos novos canais de vendas, o varejo tem se renovado a cada ano. E para se manter competitivo no mercado de importação, acompanhar as tendências do varejo e novas modalidades para importar é essencial.

Por conta das restrições impostas pelo isolamento social, as vendas on-line dispararam, o que fez com que o processo de migração de compras em lojas físicas para o e-commerce avançasse cinco anos ou mais, em poucos meses.

Isso quer dizer que, se antes o consumidor preferia ir até as lojas pessoalmente para conferir a qualidade dos produtos antes de adquiri-los, hoje, a internet oferece todas as ferramentas necessárias para que este tipo de compra seja realizada on-line, com muito mais conforto, rapidez e segurança.

Então, ficar atento ao surgimento de novas estratégias para alavancar seus negócios pode ser interessante para a lucratividade da sua empresa.

2. Como funciona o Dropshipping?

Agora que você já conhece o dropshipping, precisa entender como realizar o processo, certo? Tenha em mente que este é um modelo de negócios bem simples.

Partindo do princípio de que é uma parceria entre um varejista que vende produtos on-line e repassa os pedidos do cliente a um fornecedor responsável pela fabricação ou armazenamento dos produtos. 

Assim que o fornecedor terminar de embalar, ele mesmo fica encarregado de enviar os pedidos diretamente aos clientes em nome do varejista.

Quase todos os produtos podem ser vendidos diretamente, mas para ter sucesso com esse modelo de negócios, você precisa escolher os produtos certos e comercializá-los para o público certo.

Nichos mais lucrativos
para dropshipping  atualmente:

Suprimentos de tecnologia;
Joias;
Produtos para animais de estimação;
Brinquedos de pelúcia;
Capinhas e cases de smartphone;
Beleza e saúde;
Produtos relacionados ao estilo de vida;
Ferramentas elétricas;
Drones e acessórios.

Mas, afinal de contas, fazer dropshipping pode ser uma atividade lucrativa? A resposta é: depende. Se você escolher o tipo de produto ideal, um fornecedor confiável e vender para o público certo, este modelo de negócios pode ser muito lucrativo.

As margens de lucro podem variar entre 15% a 45%, mas para artigos de luxo e de consumo, como jóias e eletrônicos, as margens de lucro podem chegar a 100%.

Basta ter certeza de que seu processo de dropshipping é o mais simplificado e rentável possível, com auxílio dos fatores citados anteriormente: bom produto, bom fornecedor e bom público consumidor.

2.2 Dicas para começar a fazer dropshipping

Basicamente, começar sua própria loja é fácil – tudo que você precisa fazer é identificar seu nicho, escolher a plataforma certa e conectar-se com os dropshippers certos.

Primeiro, faça uma pesquisa sobre as melhores plataformas de comércio eletrônico para iniciar um negócio e siga as etapas a seguir para começar.

4 dicas para começar a fazer dropshipping:

1. Escolha bem os produtos
Depois de identificar seu nicho, você precisa selecionar os produtos sob demanda para que possa administrar sua loja com sucesso. Encontre os produtos em alta com auxílio de sites que podem mensurar tendências e achar termos mais buscados na internet, como o Google Trends, por exemplo.
2. Escolha um bom nome para sua loja
Pense que, além de identificar os produtos que serão comercializados, você precisa criar um bom nome de domínio, que impacte o seu público nesse nicho, fazendo com que fique ainda mais fácil encontrar sua loja (e seus produtos!).
3. Escolha uma plataforma de hospedagem
Faça uma pesquisa aprofundada sobre os tipos de site e domínios na internet que podem hospedar sua loja.
4. Encontre os fornecedores dropshippers
Provavelmente uma das etapas mais importantes para incorporar essa estratégia ao seu negócio, encontrar fornecedores bons e confiáveis, que cumpram com o prazo e a qualidade dos produtos que serão enviados para os seus clientes é essencial. Faça uma pesquisa aprofundada e negocie os valores.

3. Qual a diferença entre dropshipping e importação empresarial?

Profissionais especializados em comércio exterior conseguem ter uma visão ampla e correta dos mais variados mercados. Ao aplicar as negociações estratégicas dentro do setor de compras, a equipe responsável poderá avaliar as alternativas e focar em conhecer melhor o mercado escolhido.

Com técnicas de persuasão aplicadas da maneira certa e com o objetivo de conquistar as oportunidades mais economicamente vantajosas para o seu negócio, os profissionais que estão inseridos no mercado estrangeiro terão maior facilidade e cuidado nas palavras, sabendo conduzir as negociações de uma maneira leve, mas sólida. 

Entretanto, apesar dos dois serem processos de importação, a importação empresarial é muito diferente do dropshipping.

Com a importação empresarial, é preciso que seu negócio tenha a estrutura comum para realizar esse tipo de operação.

O processo ocorre normalmente: você entra em contato com os fornecedores, faz o pedido, com o embarque pronto e a documentação aprovada, agora, é preciso esperar a mercadoria chegar até o país, depois sua empresa deverá armazenar e fazer as vendas.

Tudo isso contando com apoio especializado, como o de um agente de carga e de um despachante aduaneiro, para reduzir ao máximo os riscos na sua operação.

No caso do dropshipping, sua empresa trabalha com fornecedores terceirizados, que farão o trabalho de armazenar e enviar os produtos adquiridos para os seus clientes. 

4. Vantagens e desvantagens do Dropshipping

Para quem deseja começar a importar da China, vale lembrar que existem vantagens ao optar por esse tipo de negócio para a empresa. Entre elas estão a mão-de-obra barata, a combinação de tecnologia e capacidade logística.

Os produtos da China podem chegar a ser até 200% mais baratos do que os encontrados no Brasil. 

O cenário do país oriental favorece o comércio externo, o que gera muitas oportunidades para empresários brasileiros que querem vender online.

Os benefícios ao realizar importação da China podem ser aproveitados pelos executivos para oferecer produtos de qualidade e com bom preço. Portanto, de qualquer forma, o caso do dropshipping precisa ser avaliado com cuidado, já que é difícil manter um negócio fazendo isso sozinho.

Entretanto, como qualquer modelo de negócio, o dropshipping tem seus altos e baixos. Existem muitos aspectos vantajosos que o tornaram cada vez mais popular do que os modelos de negócios tradicionais, porém, também existem certos desafios.

Prós e contras de adotar a estratégia
de dropshipping na sua empresa:

Prós

• Configuração simplificada: você pode configurar sua loja on-line em apenas três etapas simples. Primeiro, identifique seus produtos, firmar parceria com um bom fornecedor terceirizado, depois, configure a loja on-line e, por fim, liste os produtos à venda. Mesmo para iniciantes no mercado de comércio eletrônico on-line, utilizar essa estratégia é um caminho simples, prático e vantajoso.
• Baixo capital inicial: esse método de preenchimento elimina os custos operacionais de uma loja de varejo tradicional, como a compra de estoque e o aluguel de um espaço físico de varejo. Um dos únicos custos reais com o qual você deve lidar é a despesa de configuração e hospedagem do seu site, que é um valor baixo quando comparado aos modelos de varejo tradicionais.
• Risco baixo: como você não mantém mercadoria em estoque, não está sob pressão para vender e não precisa se preocupar com estoque desatualizado. Se você vender os produtos ou não, não ficará em prejuízo, apenas não irá lucrar naquele momento.
Alta variedade de produtos: escolha bem os itens que deseja vender. Não importa o nicho ou o número de produtos que optar por vender, existe um dropshipper para cada tipo de mercadoria.
• Mais tempo e recursos para expandir o negócio: por conta dos custos indiretos serem menores, você poderá trabalhar na logística e divulgação do seu negócio, já que o dropshipping oferece um jeito fácil de enviar as mercadorias para os clientes.

Contras

• Baixa margem de lucro: muitas lojas vendem produtos a preços baixos e, devido à concorrência acirrada, você pode ser forçado a fazer o mesmo para competir. Embora tenha menos despesas gerais, pode acabar tendo uma margem de lucro muito menor.
• Eventuais problemas com fornecimento: se o seu fornecedor bagunçar o processo de entrega, o cliente poderá responsabilizar seu negócio pela falha. Logo, será a sua empresa a ter que arcar com a responsabilidade, já que o produto foi adquirido por meio do seu site.
Controle reduzido: isso ocorre porque o fornecedor manuseia e despacha os produtos. Então, significa que não há espaço para marcas, embalagens, brindes ou notas personalizadas para acompanhar o pedido e gerar mais satisfação do cliente. E, além disso, você não tem o controle sobre o estoque, o que pode levar ao cancelamento do pedido ou atrasos na entrega quando há vendas de mercadorias que estão em falta na loja do fornecedor.

Viu só como o dropshipping pode ser uma opção vantajosa para os seus negócios? Entretanto, antes de implementar essa estratégia na sua empresa, é preciso avaliar bem os riscos e a margem de lucro para o seu negócio.

Por exemplo, o dropshipping pode ser uma boa opção tanto para quem importa do Japão, quanto para quem deseja importar da China. Então, pense bem e leve todos os fatores em consideração antes de começar.

E, se você estava buscando um empurrão para começar a importar da China, ou se já faz isso, mas quer melhorar sua operação, sua hora chegou! 

Lembre-se também que a Guelcos pode te ajudar a encontrar os fornecedores ideais e organizar seu processo, porém, a consultoria aplica-se ao processo de importação empresarial, não ao dropshipping.

A consultoria de comércio exterior é capaz de auxiliar no processo de importação da China, reduzindo custos de risco, pessoal e de tempo.

O que você achou do nosso artigo sobre dropshipping, benefícios e pontos de atenção para utilizar este modelo de negócios? Para conferir conteúdos como este e muito mais, inscreva-se e receba a newsletter semanal da Guelcos! 

vinicius alves marques guelcos international CIO

Vinícius Alves MARQUES

ESPECIALISTA EM IMPORTAÇÃO DA CHINA E CIO NA GUELCOS

Siga a Guelcos International nas redes sociais e fique sabendo mais sobre importações empresariais e missões para a Ásia!

Show Buttons
Hide Buttons