Carga Projeto o que é e como funciona a importação desses maquinários

Importar cargas especiais, como a Carga Projeto, demanda uma logística especial. Os empresários que trabalham com maquinários e equipamentos, por exemplo, compreendem melhor essa complexidade no dia a dia. Mas e na hora da importação?

É preciso ter alguns cuidados adicionais para que a operação seja bem sucedida. Pensando nisso, preparamos este texto completo para você aprender tudo sobre Carga Projeto e sua importação. Vamos lá?

Neste artigo você verá:

1. O que é Carga Projeto e como funciona

Carga Projeto (Project Cargo ou Break Bulk, em inglês) são mercadorias do tipo carga geral com grandes dimensões e peso. Ela não é compatível com os padrões tradicionais dos diferentes modais de transporte. Por isso, suas operações têm demandas especiais, como container Flat Rack, carreta rebaixada, um ou mais guindastes.

E quais são essas cargas especiais? Podemos citar algumas, sem pretensão de exaurir as possibilidades, como reatores, geradores, guindastes, pás eólicas e outros grandes equipamentos. Nenhum deles pode ser adequado em contêineres, caminhões e outros meios de transporte convencionais.

Desde a saída do fornecedor até a entrega no destino, o transporte de cargas especiais demanda um amplo planejamento logístico. Ele considera não só a demanda da carga projeto, mas todas as etapas do trajeto.

Certo é que, independentemente dos perfil dos itens e dos modais disponíveis, a carga projeto deve prezar pela segurança e integridade dos materiais. Não à toa, apontamos a seguir alguns desafios na importação dessas cargas especiais.

2. Principais desafios na importação de Carga Projeto

O transporte de cargas especiais, sem dúvidas, é um grande desafio na importação de uma Carga Projeto. Isso já está no próprio conceito. Mas cada operação apresenta particularidades e desafios que apontamos a seguir.

Demora no planejamento e na execução

Uma importação comum começa com a regularização da empresa, a busca por produtos e a negociação com fornecedores. 

Em seguida, há cotação do frete internacional, escolha do agente de carga, envio da instrução de embarque e packing list. Essa etapa logística não costuma demorar tanto, e é possível realizar o embarque em pouco tempo.

Mas na importação de Carga Projeto, o planejamento será completamente diferente. Você pode encontrar rapidamente centenas de fornecedores de produtos pet. Mas dificilmente encontrará esse número de fornecedores de pás eólicas.

No mesmo sentido, não bastará o Packing List para cotar a operação. Você precisará de informações complementares, como endereço e estrutura do local de coleta e de destino final, material de construção e pontos frágeis da mercadoria, fotos e desenho técnico, pontos de içamento e centro de gravidade.

Tudo isso ocasionará demora no planejamento e na execução. A logística internacional para transporte de cargas especiais é bem complexa. Será preciso analisar cada trajeto. É possível fazer uma viagem internacional com segurança e integridade, mas e quando a carga passar pelas estradas esburacadas no Brasil?

Opções limitadas

A logística de cargas especiais apresenta opções limitadas. Os navios Break Bulk, por exemplo, não podem atracar em qualquer porto. Mesmo naqueles em que há essa possibilidade, é comum não ter muitos píeres que conseguem recebê-los. E se você tiver que trabalhar com um porto bem mais distante de você?

No mesmo sentido, não é permitido transitar com carga volumosa em qualquer horário. Isso significa que sua carga pode estar pronta para descarregar de manhã, mas só poderá transitar após as 21 horas.

Além disso, não é qualquer transportadora que possui carreta rebaixada, navio ou aeronave que consegue atender às necessidades da Carga Projeto.

Na prática, se sua importação for muito complexa, suas opções de execução serão mais limitadas. Isso acarretará maior demora na operação, além de riscos de ineficiência e altos custos.

3. Por que importar uma Carga Projeto exige uma logística especial

O embarque de mercadorias que cabem em pallets e containers Dry Box, pelo aspecto logístico, segue um padrão físico. A maioria dos produtos podem ser atendidos por este mesmo padrão, o que possibilita o ganho em escala e celeridade. 

Essas cargas também demandam um projeto específico, com planejamento e acompanhamento.

No entanto, quando falamos do transporte de cargas especiais, tudo é mais complexo. A operação, como pontuamos acima, é mais demorada e complexa. As opções de logística internacional são limitadas. Os riscos são maiores, o que pode ocasionar mais custos.

Por estes motivos, importar uma Carga Projeto exige a criação de uma cadeia logística diferenciada que atenda a uma única demanda. Não é uma logística padrão, porque cada projeto tem especificidades.

Em geral, essas cargas especiais demandam soluções multimodais. Isso significa envolver aeronaves, navios, trens, barcaças e/ou carretas. Por ser uma operação única, é fundamental analisar as barreiras técnicas para:

  • Fixação da carga nos porões ou conveses da embarcação;

  • Planejamento de manobras de içamento;

  • Transporte de cargas especiais;

  • Adequação de embalagem;

  • Estivagem (acomodação);

  • Armazenagem.

Se o profissional de logística identificar que um dos modais não apresenta condições básicas de transporte, ele será eliminado. A partir daí, mapeará as melhores opções para a Carga Projeto. Assim, evita avarias durante a viagem.

Por isso, o trabalho de desenvolvimento e seleção de fornecedores para o transporte de cargas especiais é algo contínuo. Diante da complexidade do processo, é fundamental ter mais opções para garantir seu sucesso.

Percebe como a importação de cargas especiais é algo bem mais complexo, considerando o aspecto logístico? Por isso, separamos algumas dicas e cuidados!

4. Dicas e cuidados para importar sua carga projeto sem dor de cabeça

Os responsáveis pelo transporte das cargas especiais devem ter experiência e amplo conhecimento na operação. Assim, conseguem atender a todas as demandas necessárias para a importação da sua Carga Projeto. Mas esse cuidado é bastante óbvio, certo?

Ressaltamos ele inicialmente porque ele diz respeito à complexidade logística. No entanto, há uma série de medidas por trás da importação de cargas especiais que você deve conhecer.

Faça um planejamento com antecedência

Toda operação de comércio exterior, para ser bem-sucedida, demanda planejamento. Com ele, é possível prever cenários e minimizar os riscos. 

Se você pretende importar maquinário, deve analisar se ele pode se enquadrar em um ex-tarifário, por exemplo. Isso integra a etapa de planejamento e pode fazer com que você economize bastante em impostos.

No entanto, por se enquadrar nesse regime, há uma demanda de tempo maior. O pedido do Ex-tarifário deve ser protocolado com bastante antecedência, cerca de 5 meses antes da chegada da mercadoria.

Com um planejamento adequado, você não corre o risco do maquinário chegar no Brasil sem o ex-tarifário estar publicado. Afinal, o benefício só é concedido no momento do registro da Declaração de Importação se estiver vigente.

Mas este é apenas um exemplo de como um planejamento com antecedência faz diferença. Há diversas questões logísticas já mencionadas que demandam uma atenção especial ao importar Carga Projeto.

Escolha bons parceiros

A escolha de fornecedores sempre será um ponto de atenção para o setor de compras de uma empresa. Na importação, ela se torna ainda mais delicada, porque os potenciais parceiros estão fisicamente distantes. Quando falamos de importar cargas especiais, a complicação é ainda maior diante de opções limitadas.

Por isso, a escolha de bons parceiros será determinante para o sucesso da sua importação. Afinal, os custos são muito altos, e é melhor evitar problemas para não encarecer mais sua importação.

Um cuidado importante ao escolher os parceiros é o Incoterm. A função de um Incoterm é “comunicar todas as responsabilidades de vendedores e compradores em contratos de compra e venda de mercadorias”. Isso inclui despesas decorrentes de transações, responsabilidade sobre perdas e danos, e informações relevantes para o cálculo de gastos.

Tamanha importância merece um cuidado especial: assuma a responsabilidade desde o início. Assim, você poderá escolher a melhor rota, as empresas com maior experiência no transporte de cargas especiais, e avaliar o porto de embarque e desembarque.

Com o auxílio de consultores em comércio exterior, você poderá ficar atento a todos os detalhes e para garantir a segurança e um menor custo da operação.

Faça o acompanhamento e o registro da operação

Sempre que for realizar uma operação de comércio exterior, o empresário deve ter o cuidado de acompanhar e registrar a operação. Seja por e-mail ou por software, adote esse modus operandi na hora de importar os maquinários.

Sem dúvidas, a empresa que você escolher para executar a logística internacional deverá acompanhar pessoalmente o trabalho, especialmente nas operações de carregamento e descarregamento. 

Esse registro deverá conter um diário das operações, com fotos, vídeos, horário, pessoas envolvidas e equipamentos utilizados. Ao registrar a operação, você terá uma segurança a mais em caso de sinistros.

Tenha cuidado com o contêiner

Você já está acostumado com a importação empresarial por containers Dry Box e High Cube? É possível que sua operação de Carga Projeto precise de equipamentos como Flat Rack ou Plataforma. Eles são volumosos e pesados, e podem encarecer o frete doméstico e o internacional.

Calculo de importação

Por isso, fique muito atento aos custos, analisando os prestadores de serviço e suas propostas. Dê especial atenção aos valores de demurrage (penalidade pecuniária cobrada após o término do free time) e ao tempo do free time (período livre de estadia).

Eles aparecem porque o importador precisa devolver o container ao Armador vazio e em condições para novo uso.

Diante disso, faça uma estimativa precisa do tempo necessário para a devolução das unidades vazias dentro do free time. Considere não só a logística, mas o tempo do despacho aduaneiro.

Preste atenção às avarias

Custos e avarias estão intimamente relacionados quando o assunto é importação de Carga Projeto. Essas cargas especiais não são convencionais. 

O transporte até o destino final é cheio de etapas, como embarque, acomodação, desembarque, armazenamento no porto e transporte doméstico. É possível que ocorram avarias, mas os riscos devem ser minimizados ao máximo.

Seu maquinário pode fazer sua empresa crescer, mas ele precisa chegar nova e intacta. Neste caso, o seguro será fundamental, mas não exclui a necessidade de atenção para que a carga atenda às suas expectativas.

Fique atento ao desembaraço

O desembaraço aduaneiro é uma etapa burocrática e fundamental na importação da Carga Projeto.

Neste procedimento, é possível que ela seja encaminhada para conferência, que seja exigido laudo técnico, dentre outros detalhes. Isso significa mais tempo e mais dinheiro gasto.

Já pensou se a NCM da carga estiver errada no conhecimento de embarque? Será impossível registrar a DI, o que aumenta o tempo de liberação.

Considerando esses detalhes do desembaraço, fique atento a duas principais questões:

  • Descrição correta da Declaração de Importação (DI);

  • Descrição correta da NCM da carga.

5. Como a Guelcos pode ajudar no processo de importação do seu maquinário

A complexidade da importação de uma Carga Projeto não pode motivar o empresário a desistir de realizar a operação. Afinal, ela pode trazer muitos benefícios para o negócio. O melhor é driblar os desafios e contar com o auxílio de uma consultoria em comércio exterior.

Ao contratar esse serviço, os profissionais podem contribuir em toda a operação. Isso significa:

  • Ampliar o poder de negociação com transportadoras e terminais, uma vez que os consultores já têm contato direto com os prestadores de serviços;

  • Realizar um planejamento adequado e específico para garantir a segurança e a integridade no transporte de cargas especiais;

  • Maior agilidade na operação, uma vez que a importação ficará sob a responsabilidade de especialistas;

  • Conectar o empresário a fornecedores confiáveis, capazes de atender à demanda do negócio;

  • Realizar estudos de viabilidade da importação para garantir que a operação será vantajosa;

  • Apontar os meios de carregamento e modais mais viáveis, dentre outros benefícios.

O transporte de cargas especiais demanda uma logística igualmente especial. Ao importar uma carga projeto, o empresário deve se planejar e escolher bons parceiros. É uma maneira de minimizar os riscos da operação e fazer com que ela dê bons frutos ao negócio.

Com os estudos de viabilidade em todo o processo, é mais fácil garantir o sucesso da operação. Para tanto, invista em uma consultoria em comércio exterior com profissionais capacitados e experientes neste tipo de transporte.

A Guelcos é especialista em mercado chinês. Se você quer importar sua Carga Projeto da China, veja como podemos ajudá-lo!

vinicius alves marques guelcos international CIO

Vinícius Alves MARQUES

ESPECIALISTA EM IMPORTAÇÃO DA CHINA E CIO NA GUELCOS

Siga a Guelcos International nas redes sociais e fique sabendo mais sobre importações empresariais e missões para a Ásia!